Category Archives: Street Food

5 burguers que você precisa conhecer na Zona Norte

Sempre que vamos a alguma burgueria, buscamos aquela equação perfeita de sabor que vai desde o blend da carne, passando por molho, salada e finalizando na escolha do pão. E essa não é uma tarefa nada fácil se pensarmos nas infinitas variações que podem ser colocadas juntas para tentar conquistar o paladar de nós clientes.

Aqui vai uma lista de 5 sanduíches que se destacam nesse caminho:

Brasa no Quintal

O Brasa No Quintal já foi pauta no PorAqui a um tempo atrás, e conseguiu atrair paladares e olhares para o seu quintal, na Encruzilhada, em busca do seu endereço quase secreto. BNQ, como também já é chamada entre os mais íntimos, ganha destaque não apenas pelo excelente blend escolhido, mas pelo fato de ser assado na churrasqueira, conseguindo, assim, garantir uma suculência e e intensidade de sabores.

Fato Curioso: O BNQ só funciona durante 3 dias da semana e o cardápio tem apenas 3 opções de sanduíches que variam mensalmente. Em resumo, motivo suficiente para garantir uma clientela fiel.

Rua Antonio Rangel, 166, Encruzilhada – Recife/PE
Quintas e sextas, das 18h às 23h |Domingos, das 17h às 23h

Foto G

Maverick Diner

O Maverick Diner buscou como referência para o food truck a estética e essência rock’n’roll do berço onde os burguers se popularizaram. Os nomes dos sanduíches têm influência direta dos clássicos roqueiros americanos, como Elvis Presley, Chuck Berry, Little Richard, Jerry Lee Lewis, entre outros. Mas o astro, aqui, é o hambúrguer, feito com um excelente blend de carnes, molhos e pão, em equilíbrio com os demais ingredientes.

Fato Curioso: Rock’n’roll clássico e encontro de motos Harley Davidson já fazem parte do cenário. Escolha o dia certo, chegue cedo e aprecie o desfile desses ícones das estradas norte-americanas.

Sugestão: O Jerry Lee Lewis Burger já é, praticamente, o meu pedido padrão.

Av. Rui Barbosa, esquina com Rua Amélia, 896 – Graças, Recife/PE
Quarta, quinta e domingo, das 18h às 23h | Sexta e sábado até 0h | Fecha segunda e terça.

 

Beleleu

O Beleleu segue uma influência mais nerd/alternativo do que rocker, apesar do visual do restaurante. O cardápio é bem variado e tem opções bastante interessantes para diversos paladares, fugindo do comum encontrado na maioria das burguerias do Recife  – e isso funciona até para os sanduíches veganos. Em resumo, consegue agradar a gregos, troianos e ainda ser criativo nas opções.

Sugestão: Raio Que os Parta! Experiência gastronômica e não apenas visual, com uma panelinha de mix de queijos sendo despejada em cima da carne.

Beleleu Zona Norte
Rua Samuel Farias, 71, Casa Forte, Recife – PE
Horário: Terça a sábado, das 18h à 1h | Domingos e feriados, das 18h às 22h

Beleleu Zona Sul
Av. Conselheiro Aguiar, 802, Pina, Recife – PE
Ter a dom, das 18h à 1h

Burgrill

O Burgrill é um food truck que preza pela objetividade e excelência do seu produto. Um sanduíche feito com burguer suculento de Angus, preparado no Char Broil. A base do pedido é a carne, que você escolhe dentre 3 opções de tamanho. Depois, o queijo, a cebola (marinada ou caramelizada) e o pão, que pode ser brioche, pão preto com carvão ativado e pão sweet honey (levemente adocicado).

Minha sugestão: Burguer de 210g, queijo cheddar (é queijo de verdade), cebola, salsa criola e bacon, no pão sweet honey.

Rua da Angustura, 104, Aflitos, Recife – PE
Terça a domingo, das 18h às 23h

FAACA Boteco & Parrilla

Se o assunto é burguer, a carne é assunto de destaque, não é mesmo? E não é de se esperar menos de um bar de parrillas. Blend bovino excelente e no ponto é a base do pedido. A partir daí, é só montar o sanduíche como você quiser. Sério! Quer duas carnes? bastante queijo e bacon? Vai lá, sinta-se a vontade e liberte o monstro que existe dentro de você.

Sugestão: Burger com o dobro de carne e queijo. Básico na essência e um monstro em sabor.

Rua Sebastião Alves, 273, Parnamirim, Recife – PE
Horário de funcionamento: Terça a Quinta, das 17h às 01h | Sexta e Sábado, 17h às 2h | Domingo, 11h às 20h

Bom Apetite!

Advertisements

Argentino faz sucesso em São Paulo com hamburgueria que funciona “numa portinha”

A hamburgueria Pão com Carne, localizado no bairro paulistano do Itaim Bibi, tem atraído grandes filas de pessoas em busca de pão, carne e alguns extras para quem gosta. O local foi inaugurado em 2015, fundado pelo arquiteto Pedro Valsassina, de 28 anos.

Argentino de Buenos Aires e com uma família que comanda restaurantes há mais de 100 anos em quatro países, Valsassina até que tentou seguir um rumo diferente, mas acabou voltando para a gastronomia. “Passei minha vida inteira em restaurantes. Sempre quis trabalhar com gastronomia, mas meus familiares me diziam que era muito cansativo e difícil”, disse o fundador da Pão com Carne.

O nome nasceu surgiu da sugestão de um amigo de Pedro e procura expressar a simplicidade da hamburgueria. As opções são limitadas com foco no pão, no hambúrguer e em alguns acompanhamentos, como salada, queijo, bacon e batatas fritas.

Valsassina se formou em arquitetura e atuou na área por três anos antes de finalmente começar a sua hamburgueria. “O Pão Com Carne foi um projeto do que eu acho ser um restaurante ideal. Passei dois anos procurando o local perfeito. Saí do meu emprego e foquei nessa tarefa. Quando eu estava quase pedindo meu trabalho de volta, encontrei esse ponto no Itaim (Bibi), bem perto da onde eu moro”, disse o argentino.
O arquiteto precisou investir R$ 130 mil para abrir as portas e, atualmente, conta com uma equipe de nove pessoas em seu quadro de funcionários. Mensalmente, o Pão com Carne tem atendido uma média de 8 mil pessoas com um preço médio de R$ 27. “Nós focamos em um preço justo e um produto de qualidade. A gente quer giro, queremos atender muitas pessoas. Prefiro que o cliente possa vir várias vezes na semana. Nosso foco é sempre no volume”, disse Valsassina.
O local escolhido, próximo a esquina das ruas Bandeira Paulista e Joaquim Floriano, tem apenas 27 m². Mas era exatamente isso que o fundador queira: “Eu sempre quis um local pequeno. Conheço bem o funcionamento das pessoas do bairro. É uma área plana e as pessoas andam bastante. Isso viabiliza um local menor com um atendimento rápido”.
Porém, o tamanho traz algumas limitações, mas o argentino já tem criado algumas soluções. “O problema de um local menor é que não temos estoque. Hoje, contamos com uma cozinha a 50 metros do restaurante e precisamos estar reabastecendo algumas vezes por dia. A carne e os legumes chegam frescos duas vezes por dia para garantir um produto final de qualidade”, disse Valsassina.
http://revistapegn.globo.com/Empreendedorismo/noticia/2017/04/argentino-faz-sucesso-em-sao-paulo-com-hamburgueria-que-funciona-numa-portinha.html?utm_source=facebook&utm_medium=social&utm_campaign=post

Festival Hambúrguer Original – 11, 12, 18 e 19/03

Um festival a céu aberto para quem curte hambúrguer, cerveja artesanal e boa música. Essa é a proposta do primeiro Festival Hambúrguer Original, do Plaza. O evento acontece nos dias 11, 12, 18 e 19 de março, sempre a partir das 16 horas no jardim externo do piso L2 (entrada Hiper). Ao chegar, o público vai poder conhecer os hambúrgueres originais e cervejas artesanais produzidos pelos parceiros: Vila Torre Original Burguer, Brooklin Burger, Mr. Smoke, Recife BBQ, Kacia Nogueira, Patt Lou, Treinamento de Bar, Capunga e Ekäut. Além de poder comprar as delícias desses especialistas em hambúrguer, os visitantes vão poder curtir bandas ao vivo e também comprar discos no Ponto do Vinil. Programação imperdível para os próximos fins de semana de março. A entrada é gratuita.

 

Festival Hambúrguer Original

Quando: 11, 12, 18 e 19/03, a partir das 16h

Local: Jardim L2 – Plaza

O que vai rolar: Chefs e hamburguerias especializadas, cervejas artesanais, bandas ao vivo e Ponto do Vinil.

Entrada gratuita

This slideshow requires JavaScript.

Taste of Edmonton – Shows de Rock, Food trucks e diversão ao ar livre.

Pense em uma tarde perfeita de sábado? Praia com calor escaldante, arrocha tocando nas alturas e você pagando uma fortuna em um petisco que nem é tão bom assim, só pra poder garantir um lugar para sentar em Boa Viagem?

DSC_0469

Nada disso, a pedida foi o festival gastronômico Taste of Edmonton, com mais de uma dezena de food trucks, barracas de street food e quiosques de cervejas artesanais e vinhos locais. Isso tudo regado a excelentes bandas de rock ‘n roll e hard rock. Nada mal hein?!

Dava pra se perder entre as opções que variavam entre comida mediterrânea, italiana, vietnamita, japonesa, chinesa e claro burgers.
Ainda me impressiono com a facilidade que os foodtrucks tem em conseguir conviver bem em um ambiente harmônico onde a legislação trabalha para que eles consigam ter um negócio funcionando ao invés de empatar o funcionamento do modelo de negócio. Mas isso é conversa e debate prolongado para uma outra postagem.

Uma coisa que eu sempre observo é a qualidade das comidas, o formato bastante original de alguns foodtrucks que mostra bem que eles não estão ali por necessidade, mas porque querem ter essa liberdade de ir onde o público está.

Fica a lição para os foodtrucks do Brasil, saia do mais do mesmo, não seja um restaurante sobre rodas oferecendo o mesmo que um restaurante, a experiência não está no servir, está na qualidade dos ingredientes, na originalidade da comida e na praticidade, afinal comer na rua tem que pensar na praticidade sempre! FoodTruck não é slow food, é fast food com qualidade.